Ao contrário do que aconteceu no início da chegada dos primeiras doses da Pfizer ao Pará, quando os imunizantes da farmacêutica ficavam apenas em Belém e Ananindeua por conta das exigências de condições de armazenamento, agora, o imunizante será distribuído entra 10 municípios paraenses.

Segundo informou o governador Helder Barbalho, Além da capital e de Marituba, receberão as 92.430 mil doses da Pfizer serão distribuídas para Benevides, Ananindeua, Bragança, Capanema, São Miguel do Guamá, Santarém, Marabá e Parauapebas.

Segundo a recomendação do Ministério da Saúde, o imunizante da Pfizer deve ser mantido em temperatura de 6º a 8º graus e necessita de condições específicas de transporte e aplicação.

“A metodologia que estamos utilizando é verificar se o município possui condições técnicas, tanto de rede de frio, como de operacionalização para receber a vacina, pois ela precisa ter um acondicionamento adequado de refrigeração, ser administrada em ambiente refrigerado e ter rápido fluxo, ou seja, não é uma vacina que possa ficar muito tempo armazenada no município. Isso significa que assim que ela é recebida precisa ser rapidamente aplicada”, explica Daniele Nunes, diretora de Epidemiologia da Sespa.

Já as 177.250 mil doses da Oxford/AstraZeneca serão distribuídas para todos os Centros Regionais de Saúde e são direcionadas para aplicação de primeira e segunda doses. A equipe técnica da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) já elabora a logística de entrega. A distribuição deve começar nos próximos dias. O envio será feito por vias terrestre, aérea e fluvial, com o apoio da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup).

Fonte: O Liberal
Foto: Divulgação