A edição especial de Pega Pega será exibida na TV Globo, enredo que foi ao ar pela primeira vez em 2017. Claudia Souto, autora do folhetim, contou que não faria nenhuma alteração na obra e ressalta o sucesso alcançado.

Em entrevista ao jornalista Daniel Farad, do Notícias da TV, a autora relembrou da audiência da trama em sua exibição original. “A novela alcançou uma audiência que não era vista em cinco anos. Não mudaria nada, novelas são como fotografias de uma época. Não cabem retoques”, declarou.

A autora da Cara e Coragem, futura novela das sete da emissora, disse ter a mesma expectativa que tinha quando a produção estreou. “Que a novela faça o público se divertir, relaxar e também refletir sobre alguns temas relevantes. O principal trunfo da edição especial é trazer de volta essas questões e ver o que será debatido agora sobre ética, diversidade de gênero, racismo, ansiedade – como no caso da Bebeth (Valentina Herszage)”, apontou Claudia.

Esses assuntos foram abordados de forma leve para o horário, mas [ainda] são fortes. O país mudou nesses últimos anos e acho que a novela é ainda mais importante agora”, concluiu a novelista.

Vale lembrar que sua próxima novela, Cara e Coragem, está prevista para estrear em 2022.

NOVA REPRISE

Nesta segunda-feira (19), a reprise de Pega Pega, novela que foi ao ar pela primeira vez em 2017, volta às telinhas da TV Globo. A história estrelada por Camila Queiroz e Mateus Solano é ambientada no Rio de Janeiro, entre os bairros de Copacabana e Tijuca tendo como tema central o roubo ao Hotel Carioca Palace e seus desdobramentos na vida de cada um dos envolvidos, sejam eles hospedes, suspeitos ou convidados do grande baile de gala.

Uma mistura de comédia romântica e suspense policial, o primeiro capítulo reunirá muita ação. O folhetim de Claudia Souto, já começa fazendo jus ao que promete: muita perseguição após um roubo. Mas calma, que ainda não é o roubo dos 40 milhões no Carioca Palace.

Fonte: UOL
Foto: Reprodução/TV Globo