O elenco profissional do Paysandu segue em isolamento no Hotel Concentração do Estádio da Curuzu em meio ao lockdown, determinado em decreto pelo Governo do Estado, com o objetivo de conter o avanço da pandemia em cinco cidades da Região Metropolitana de Belém. O Papão chegou a anunciar que viajaria para realizar os treinamentos no município de Salinópolis, entretanto, segue na capital paraense.

Em contato com a reportagem, o presidente do Paysandu, Maurício Ettinger, explicou que a decisão de permanecer em Belém aconteceu após a Prefeitura de Salinópolis ter definido por fechar a cidade para práticas esportivas, também visando diminuir os casos de Covid-19 .

Ainda ao ge Pará, Ettinger afirmou que ainda espera receber autorização para realizar atividades em Salinas ou receber um aval da Secretaria de Estado de Saúde do Pará (Sespa) para realizar as movimentações na Curuzu.

– Esperamos uma liberação, talvez até domingo, para poder ir pra lá (Salinópolis). Ao mesmo tempo, solicitamos pra Sespa uma autorização pra treinar em uma “bolha” na Curuzu e ainda não tivemos uma resposta oficial.

Essa solicitação do Papão à Sespa foi feita através da Federação Paraense de Futebol. De acordo com o vice-presidente da FPF, Maurício Bororó, a entidade do Governo enviou o ofício bicolor para a Procuradoria do Estado, que respondeu que treinamentos por clubes esportivos não estão autorizados dentro das atividades consideradas essenciais no decreto do lockdown.

Confira:

“De acordo com o Decreto Estadual nº 800/2020 (republicado na Edição Extra do DOE nº 34.518, de 15/03/2021), a Região Metropolitana I (composta pelos Municípios de Ananindeua, Belém, Benevides, Marituba e Santa Bárbara do Pará) está com Bandeira PRETA (lockdown), vigendo desde às 21h. do dia 15/03/2021.

Durante o lockdown, está permitido o deslocamento para a realização de trabalho, apenas nos serviços e atividades consideradas essenciais (art. 7º, IV, do Decreto nº 800/2020).

No Anexo IV do Decreto nº 800/2020, consta a lista de atividades essenciais, dentre as quais não está prevista a realização de treinos por clubes esportivos.

Em sendo assim, informa-se que os clubes esportivos não estão autorizados a realizar seus treinos, durante o período do lockdown. Ricardo Sefer – Procurador Geral do Estado”.

Fonte: G1
Foto: Fernando Torres/Ascom Paysandu